quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Bodas de Caná


Apresento hoje em forma de dramatização o primeiro milagre realizado por Jesus Cristo num casamento em Caná na Galileia, onde transformou a água em vinho. (Jo 2, 1-12)



Personagens: Narrador, Noivos e convidados, Jesus, Maria, Chefe de mesa, Serventes.


Narrador
– Realizou-se em Caná da Galileia um casamento. A mãe de Jesus estava lá. Jesus foi também convidado para o casamento com os seus discípulos.

(Marcha nupcial. O cortejo entra com os noivos á frente seguidos dos convidados. Sentam-se e como quem come e conversa animadamente, mas tudo em forma de mímica ao som da música. Maria entretanto conduz Jesus para diante do público.)

Jesus – Que me queres dizer, mulher?

Maria – Não têm vinho. Acabou-se!

Jesus – Mulher que tenho eu a ver com isso? A minha hora ainda não chegou. Quando chegar a minha hora, será então a festa para toda a humanidade.

Maria(Voltando-se para os serventes) – Fazei tudo o que ele vos disser.

Narrador – Ora, havia ali seis talhas de pedra, destinadas à purificação dos judeus, cada uma contendo cerca de duas ou três medidas.

Jesus(Dirigindo-se aos serventes) – Enchei essas talhas de água. (Os serventes acenam afirmativamente com a cabeça e saem. Música. Entretanto regressam.)

Serventes – Já estão cheias de água.

Jesus – Tirai agora um pouco de água e levai ao chefe da mesa para ele provar.

(Um servente concorda com a cabeça e faz a mímica de levar um copo ao chefe da mesa.)

Narrador – O chefe da mesa provou a água transformada em vinho. Não sabia donde viera aquele vinho, mas os serventes sabiam, porque eles tinham retirado a água…
O chefe de mesa chamou o esposo e disse-lhe:

Chefe de mesa(levantando-se e dirige-se ao esposo) – É costume servir primeiro o vinho bom. Só quando os convidados já estão embriagados é que se serve o vinho pior. O senhor guardou o vinho melhor até agora!

(E oferece ao esposo, em mímica, o vinho. Este prova-o e fica surpreendido. Depois oferece o vinho à esposa. Esta também fica admirada. O esposo dá ordens ao chefe da mesa e este aos serventes, para que distribuam este vinho bom a todos os convidados. Todos vão ficando maravilhados.)

Convidado 1 – Que vinho tão delicioso!

Convidado 2 – Nunca se viu um vinho assim!

Chefe de mesa – Vamos passar à sala do lado, para continuarmos a festa.

(Saem todos ao som de música festiva.)

Narrador – Deste modo, em Caná da Galileia, Jesus realizou o seu PRIMEIRO MILAGRE.
Assim mostrou o seu poder divino e os discípulos acreditaram nele.


Reflexão

As bodas de Caná

Em que cidade se realizou esta boda de casamento?...
Em Caná da Galileia.

Não se sabe o nome dos noivos.

Quem eram os convidados de que fala o Evangelho?...
Jesus, a sua mãe Maria e os seus discípulos.

Que aconteceu de especial?...
Faltou o vinho.

Faltar o vinho é uma grande tristeza.
O vinho era símbolo da alegria, da felicidade.
Com que iriam fazer os brindes à felicidade dos noivos?
Certamente não podia ser com água. A festa acabaria com todas as pessoas insatisfeitas e nervosas.

Quem se preocupou com a situação?...
Maria, a mãe de Jesus.

Foi ela quem se deu conta da falta do vinho e começou por avisar Jesus, que parece não ficar preocupado.
Depois foi avisar o chefe da mesa, dizendo-lhe:
«Faz tudo o que meu filho te disser!»

Foi então que Jesus mandou encher as bilhas de água.

E eis que acontece o primeiro sinal de Jesus.
Não um gesto de ilusionista que, com uma varinha mágica, muda a água em vinho.
Jesus já uma vez se tinha recusado a mudar as pedras em pão!
Trata-se, certamente, de um sinal a apontar-nos a nós, que temos fé, de que é preciso mudar alguma coisa na nossa vida.

Mudar a água em vinho, hoje.


Este sinal de Jesus aponta-nos para as mudanças que temos de realizar para fazer da nossa vida uma festa.
O que é que deveremos mudar?
Como Jesus Cristo está vivo e nos deu o seu Espírito Santo, é preciso:

Deixar que sejam as crianças a completar as frases.

Mudar a tristeza em … alegria.
Mudar o ódio em … amor.
Mudar a vingança em … perdão.
Mudar a dúvida em … fé.
Mudar o desespero em … esperança.
Mudar a fraqueza em … fortaleza.
Mudar a mentira em … verdade.
Mudar a injustiça em … justiça.
Mudar a guerra em … paz.
Mudar a desunião em … união.
Mudar a maldade em … bondade.
Mudar a incompreensão em … compreensão.
Mudar o comodismo em … sacrifício.
Mudar o homem velho em … homem novo.

São estas algumas das mudanças que somos convidados a fazer, pois Cristo veio para animar uma festa, no mais íntimo do nosso coração.
Com Cristo, a alegria é possível, a felicidade é possível.


1 comentário:

  1. Muito bom. Ótimo! Com sua permissão tomarei posse e realizarei em minha comunidade.

    ResponderEliminar